terça-feira, 21 de novembro de 2017

➤BOA NOITE!



Os Três Tenores é o nome dado ao trio de cantores eruditos Plácido Domingo
José Carreras e Luciano Pavarotti, que cantaram juntos, em concertos, durante a década de 1990 e no início da década de 2000.

 A primeira performance do trio ocorreu nas Termas de Caracala, em Roma
Itáliaem 7 de julho de 1990.Com arranjos e orquestra regida pelo maestro Zubin Mehta, fizeram apresentações em quase todo o mundo.

Selecionei um vídeo em que os tenores interpretam um popurri de músicas internacionais: Cielito Lindo (México), Ochi Tchorniye (Rússia), Caminito (Argentina), La Vie em Rose (França) e Amapola (Espanha)


➤ATENÇÃO!

TRF determina que Picciani, Melo 
e Albertassi voltem à prisão

Por unanimidade, os desembargadores do Tribunal Regional Federal do Rio de Janeiro (TRF-2) votaram nesta terça-feira (21) por um novo pedido de prisão dos deputados estaduais Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson – todos do PMDB. A Justiça Federal também determinou o afastamento deles da Assembleia Legislativa (Alerj).

Abel Gomes ainda pediu que o processo seja encaminhado ao presidente do Tribunal Regional Federal (TRF) e que, em caso de novo "obstáculo à corte", seja pedida uma intervenção federal no Rio de Janeiro.

"Em caso de mais um obstáculo criado à corte, peço que seja imediatamente encaminhado ao presidente do TRF para que ele, junto ao STF, peça intervenção federal no RJ. Pelo que se vê, quadro é preocupante", afirmou.
Agência Globo

➤OPINIÃO

Alerta geral!*

Jogar os políticos na primeira instância, com 
superintendentes camaradas da PF, é risco

Eliane Cantanhêde

O discurso de posse do delegado Fernando Segovia na Direção-Geral da Polícia Federal foi bem recebido, mas ele desperta dúvidas sobre o destino da Lava Jato e joga o foco em duas questões entrelaçadas: o fim do foro privilegiado para políticos e a substituição dos superintendentes da PF nos Estados. Pelo sim, pelo não, convém ficar de olho.

O risco é o deputado ou senador investigado sair da alçada do Supremo Tribunal Federal (STF) e o governador escapar do Superior Tribunal de Justiça (STJ) para cair no colo de um juiz amigo e de um superintendente da PF camarada.

A PF tem sete diretores. Um deles, o corregedor, tem mandato e independe da troca do diretor-geral, mas Segovia trocou todos os outros seis. Dois dos novos têm a simpatia do seu antecessor, Leandro Daiello, e os demais foram escolhas diretas do próprio Segovia, até mesmo na área de inteligência.

A dúvida maior é quanto aos superintendentes estaduais, lembrando que Segovia, apadrinhado por políticos, não pela cúpula da corporação, já foi superintendente no Maranhão dos Sarney. Se ele desanda a nomear superintendentes indicados por políticos, especialmente por investigados, a sinalização será clara: ele foi posto lá para “estancar a sangria”, como prega o líder do governo no Senado, Romero Jucá, referindo-se à Lava Jato.

Parte inferior do formulário
É justo dar um voto de confiança a Segovia, que é jovem, tem boa ficha funcional, prometeu reforçar o time da PF no STF e fez um giro pelos gabinetes da presidente do Supremo, Cármen Lucia, e da procuradora-geral, Raquel Dodge, para mostrar a que veio. Só ficou estranho o encontro dele com o presidente Michel Temer. O chefe do diretor-geral da PF é o ministro da Justiça.

Mas é bom acompanhar a escolha dos superintendentes, em especial do próprio Maranhão, onde os Sarney têm lá suas encrencas, e no Rio Grande do Sul, onde se destaca o chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, citado na Lava Jato e um dos padrinhos de Segovia. Os novos superintendentes têm de ser como a mulher de César: além de serem, eles têm de parecer honestos e profissionais.

Quanto ao foro privilegiado para 513 deputados federais e 81 senadores, há consenso de que é mesmo um privilégio, como o próprio nome já diz. Daí uma forte pressão da opinião pública e da própria cúpula da Lava Jato para rever isso. O curioso é que tanto investigadores quanto investigados defendem o fim do foro. E por que quem desfruta do privilégio quer acabar com ele? Pelo combate à corrupção, ou por que preferem ser investigados e julgados nos seus Estados?

É por isso que, em vez do “fim” do foro privilegiado, é melhor a sua “revisão”, com regras, limites e quem deve ou não ser alvo do STF e STJ. Tarefa para especialistas do direito e da política.

É fato, e é óbvio, que a primeira instância é muito mais célere do que o STF, soterrado por uma avalanche de processos e sem os meios para os casos de colarinho-branco, altamente complexos. Mas nem todo o juiz de primeira instância é um Sérgio Moro, de Curitiba, um Marcelo Bretas, do Rio, ou um Vallisney de Souza, do DF.

Vamos pensar sobre as relações entre o governador, o prefeito, o juiz, o superintendente da PF e o padre em capitais menores e em cidades do interior. Será que não se conhecem? Não frequentam as mesmas festas e restaurantes? Os filhos não são amigos? Aliás, não são padrinhos dos filhos uns dos outros?

No Senado, muitos já foram governadores e prefeitos e são pais de quem hoje ocupa essas posições. É melhor para um senador ser julgado no STF ou por juízes das suas relações? Então, a Lava Jato está num momento decisivo, com a nova procuradora-geral, o novo chefe da PF e o Supremo julgando a questão do foro nesta semana. Alerta geral!

*Publicado no Portal Estadão em 21/11/2017

➤Operação Cadeia Velha

Desembargador pede nova prisão de deputados

'O ato de revogação da prisão só poderia ser expedido pelo Judiciário', 
diz relator da operação Cadeia Velha no TRF2; decisão ainda precisa ser analisada por três desembargadores


O relator do processo do Tribunal Regional Federal 2ª Região (TRF2) sobre a operação Cadeia Velha, Abel Gomes, pediu novamente a prisão dos deputados da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) Jorge Picciani, Edson Albertassi e Paulo Melo, todos do PMDB. O desembargador argumentou que o alvará de soltura, determinado em votação entre os deputados da Alerj, não passou pelo tribunal.

A decisão dos parlamentares foi encaminhada diretamente da assembleia para a prisão de Benfica, na zona norte do Rio, sem passar pelo TRF. “Só pode expedir alvará de soltura quem determina a prisão. O ato de revogação da prisão só poderia ser expedido por órgão competente, o Judiciário, que portanto somos nós. Por óbvio, só expede alvará de soltura quem expede alvará de prisão”, disse Gomes.

O desembargador ainda sustentou que a ação foi uma “completa violação à Constituição”. “Até este momento, não recebi nenhum ofício da Alerj, sequer citando o resultado da votação, para que o TRF pudesse adotar as providências”, disse.

A decisão ainda precisa ser analisada por três desembargadores. Outro desembargador, Messod Azulay, já concordou com Gomes. O relator também pediu que, caso haja novo alvará de prisão, forças federais, por meio do Supremo Tribunal federal (STF), sejam acionadas para o cumprimento da decisão.

Picciani, Albertassi e Paulo Melo foram presos, na última quinta-feira, 16, durante a Operação Cadeia Velha, etapa da Lava Jato sob coordenação do Ministério Público Federal (MPF) e da Polícia Federal (PF) no Rio. Um dia depois, eles foram soltos por uma votação na Alerj.

Agência Estado

➤Operação Lava Jato

TRF 4 nega recurso de José Dirceu

Corte federal em Porto Alegre rechaçou tese dos advogados 
de ex-ministro, condenado pela Corte a 30 anos e dez meses de prisão, 
sobre 'omissões' no acórdão e violação à ampla defesa


O Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4) negou nesta terça-feira, 21, recurso para o ex-ministro José Dirceu (Casa Civil/Governo Lula), ao rejeitar embargos de declaração interpostos por sua defesa. A decisão se estende a outros réus da Operação Lava Jato do núcleo da empreiteira Engevix. Neste processo, Dirceu foi condenado a 30 anos e dez meses de prisão. Atualmente, ele está em liberdade, por decisão do Supremo Tribunal Federal.

Além de Dirceu também é acusado no processo o ex-diretor de Serviços da Petrobrás Renato Duque.

Os desembargadores da 8.ª Turma do Tribunal negaram os recursos de Dirceu, Gerson de Mello Almada e Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, ‘mantendo-se assim a integralidade do acórdão julgado em 29 de setembro’.

Neste processo, o juiz federal Sérgio Moro havia condenado Dirceu a 20 anos e dez meses de prisão. O TRF4 aumentou em mais dez anos a pena.

Dirceu alegava as seguintes omissões ou obscuridades no acórdão: violação à ampla defesa, ilegitimidade na utilização do depoimento de réus colaboradores, ausência de participação de Luiz Eduardo nos crimes de corrupção, equívocos nos critérios de progressão de regime e temas referentes à dosimetria da pena.

O colegiado deu parcial provimento ao recurso de Duque e corrigiu erro material, reconhecendo erro de cálculo no valor individual de cada dia-multa, passando o valor de 540 dias-multa para 448 dias-multa, no valor unitário de três salários mínimos.

Não foram conhecidos os embargos de declaração do ex-sócio de José Dirceu, Júlio César Santos por ajuizamento do recurso fora do prazo.

Também não foram conhecidos os embargos de declaração do lobista Fernando Antônio Guimarães Houernaux de Moura e do ex-assessor de Dirceu, Roberto ‘Bob’ Marques, por inadequação da via processual eleita, ou seja, o pedido feito não pode ser analisado em embargos de declaração.

A Turma também negou provimento ao recurso do ex-sócio da Engevix José Antunes Sobrinho.

Agência Estado

➤COMENTANDO

Nas rádios, nos jornais, na internet...

O preço da Gasolina
O Procon mandou fiscalizar os postos de gasolina para verificar se a queda dos preços nas refinarias está sendo repassada para os consumidores. Nada feito. O que se tem visto é a gasolina aumentar, cada vez mais nas bombas, beirando os R$4,40.
Sou do tempo em que se enchia o tanque de um fusquinha com pouco mais de R$ 15. Hoje, para encher o tanque do meu carro, que tem capacidade de 42 litros, gasto mais de R$ 180, calculando a gasolina a R$ 4,3 o litro.
Considerando-se que a maioria dos trabalhadores mora longe, onde o aluguel é mais barato, acho difícil que alguém consiga usar o carro para vir ao centro. Já nem falo no preço dos estacionamentos, outro ministério que ninguém decifra, pois cada um cobra o que bem entende.
Do jeito que as coisas andam, falta pouco para que a gente não tenha mais gás para aguentar.

O Cpers só se preocupa com ele mesmo
De novo os professores ligados ao Cpers dão uma demonstração de que o que menos importa para eles são os alunos. Uma parte dos estudantes já tem certeza de que não poderá completar o ano letivo e, consequentemente, os que cursam o terceiro ano do ensino médio, não terão condições de prestar vestibular ou buscar acesso a qualquer curso técnico. O Cpers segue na sua greve político partidária e hoje está bloqueando as entradas da Assembleia Legislativa, impedindo que funcionários, diferentemente dos grevistas (?), trabalhem. Quem desejar acessar ao Palácio Farroupilha para trabalhar, terá que enfrentar a fúria dos professores ligados ao Cpers, que não querem trabalhar nem deixar que os outros trabalhem.
Uma vergonha que exige do governo uma tomada de posição mais dura e séria. Quem sabe a BM não obriga os professores, que estão parados desde setembro, a permitirem que os acessos sejam liberados. Se bem que deputados aliados a eles e imprensa comprometida, dirão que a BM atacou os pacíficos professores ligados ao Sindicato, impedindo que exercem a liberdade de protestar. Sobre a liberdade dos alunos, melhor não comentar! Que triste!

O tempo já está mudando
Se bem que tudo pode ser diferente ao meio dia, no meio da tarde, ou na madrugada. Dizem os meteorologistas que a aproximação de uma frente fria, deve provocar chuvas em todo o Rio Grande do Sul que podem ser acompanhadas de trovoadas e rajadas de vento de até 50 km/h. O frio será suportável, já que as previsões indicam mínima de 11°C na Serra e máxima de 33ºC no Noroeste.
Ontem (20) cheguei a comentar que estamos vivendo uma PrimaVerão, já que as temperaturas e mudanças de clima, aconteciam quase diariamente. Vamos de 14°C de manhã, para 30°C no meio da tarde. Na madrugada, como estou dormindo, não posso comentar.
Então meus amigos e amigas, vamos nos preparar, mas só não me perguntem que roupa usar que aí fica mais difícil!

Ex-gerente da Transpetro é preso pela Lava Jato
Na 47ª fase da Lava Jato, o ex-gerente da Transpetro, José Antonio de Jesus, foi preso hoje (21) pela manhã na casa dele, em Camaçari, na Bahia. José Antonio e seus familiares são suspeitos de receber R$ 7 milhões de uma empresa de engenharia. O MPF diz que o dinheiro foi pago mensalmente ao Partido dos Trabalhadores (PT), entre setembro de 2009 e março de 2014.
Mesmo que o mandato de prisão seja temporário, mais uma vez surge o PT como beneficiário de quantias elevadas pagas como propinas. Claro que logo surgirão desmentidos e acusações de que tudo tem por objetivo atingir a candidatura de Lula, que segue em campanha e, o que é pior, prometendo, caso seja eleito, que vai aumentar o Bolsa Família, para garantir os votos do Nordeste, e, acabar com o Imposto de Renda!
O que mais apavora, é que tem muita gente que acredita e, se a segunda instância permitir, votará nele.

Já não chega a greve contra os alunos?
Fraudes em licitações para prestação de serviços em transporte escolar, estão sendo investigadas pela PF em seis cidades da Fronteira do RS. Até agora, foram presas seis pessoas, sendo uma em flagrante, incluindo um vereador.
Os 36 mandados que estão sendo cumpridos, acontecem nos municípios de Dom Pedrito, Uruguaiana, Santana do Livramento, Rosário do Sul, São Gabriel e Alegrete com 150 policiais.
Parece que foram detectados acertos entre prefeituras e uma empresa de transporte escolar, para que as prefeituras envolvidas fizessem contratos com uma única empresa.
Os valores pagos pelas prefeituras, são bem mais altos do que o normal, indicando que podem existir benefícios que indiquem corrupção.
Pobres alunos. Não basta o que sofrem com a greve (?) do Cpers, agora terão que enfrentar o problema do transporte.

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

➤BOA NOITE!


Cantor, guitarrista e ator, Trini Lopez nasceu em Dallas, em maio de 1937. Ele é americano com ascendência mexicana

Fez sucesso com diversos hits, tais como La Bamba, America, Perfidia, If I Had A Hammer, Lemon Tree, Corazón de Melón, entre outros.

Até hoje Trini Lopez canta e recentemente lançou um novo álbum, chamado Ramblin Man, provando que o tempo só fez melhorar sua qualidade e seu encanto com a música.

Para esta segunda-feira, selecionei a música que pode ser considerada como seu maior sucesso, La Bamba, gravada pela primeira vez em 1963.


➤Carne suína e bovina

Rússia anuncia restrições a produtos brasileiros


O serviço veterinário e fitossanitário da Rússia, Rosselkhoznadzor, anunciou nesta segunda-feira que vai impor restrições temporárias à carne bovina e suína do Brasil a partir de 1º de dezembro. Segundo o departamento russo, a medida se deve à detecção na carne exportada de substâncias como ractopamina e outros estimulantes para o crescimento da massa muscular dos animais.

“Infelizmente, o Rosselkhoznadzor é forçado a afirmar que, de acordo com os estudos laboratoriais, os estimulantes de crescimento banidos foram novamente detectados nos produtos de criação de gado que chegam à Rússia do Brasil em 2017”, afirma o serviço em nota publicada em seu site.

A Rússia diz ainda que, “para regular a situação e obter informações confiáveis do lado brasileiro”, o Rosselkhoznadzor enviou uma proposta ao Ministério da Agricultura, no dia 16 de novembro, para conversar o mais rápido possível. “No entanto, o diálogo com o lado brasileiro não ocorreu até o presente”, diz o departamento russo.

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, negou que a medida represente o fechamento da Rússia para as carnes brasileiras. “Eu não considero isso como um mercado fechado, mas uma coisa que acontece permanentemente nas fiscalizações. É para isso que elas existem. Não está fechado não, acho que são três ou quatro empresas que foram citadas que apareceram com esse problema, o restante continua trabalhando”, disse o ministro a jornalistas.
Agência Globo

➤DESTAQUES


Receita vai exigir CPF de dependentes a partir de 8 anos no IR
A Receita Federal publicou uma instrução normativa no Diário Oficial nesta segunda-feira (20) reduzindo para 8 anos a idade mínima para apresentar o CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) de pessoas declaradas como dependentes no Imposto de Renda.
A mudança já passa a valer a partir da próxima declaração (ano base 2017).
A partir da declaração de 2019 (ano base 2018), estarão obrigadas a se inscrever no CPF todas as pessoas físicas que constem como dependentes na declaração do Imposto de Renda, independentemente da idade, informou o Fisco.
Em fevereiro, a idade mínima fixada pelo governo para a apresentação obrigatória do documento na declaração havia sido reduzida de 14 para 12 anos.
Por nota, a Receita informou que a redução da idade visa evitar que a declaração caia na malha fina, "possibilitando maior rapidez na restituição do crédito tributário".

Segóvia assume e diz que combate à corrupção será 'agenda prioritária'
O delegado Fernando Segóvia assumiu oficialmente nesta segunda-feira (20) o posto de diretor-geral da Polícia Federal (PF) em uma solenidade de trasmissão de cargo na sede do Ministério da Justiça, em Brasília.
Ao discursar na cerimônia, o novo diretor-geral afirmou que o combate à corrupção continuará sendo prioritário.
Segóvia também disse que trabalhará em harmonia com o Ministério Público no período em que estiver à frente da Polícia Federal.
Nos últimos anos, PF e MP protagonizaram diversos episódios de disputa que geraram mal-estar, como na ocasião em que o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot questionou a possibilidade de a PF negociar delações premiadas.
“Buscaremos o combate incansável à corrupção no Brasil, que continuará a ser agenda prioritária na Polícia Federal, tendo como premissa a continuidade de operações especiais, tais como Lava Jato, Cui Bono, Cadeia Velha, Lama Asfáltica e tantas outras em andamento nos inquéritos que tramitam no Supremo Tribunal Federal e nas varas da Justiça Federal Brasil afora”, afirmou Segóvia.


Bernardinho: “Alguém tem que pegar essa bomba, né?”
Nome mais conhecido do partido Novo, o técnico de vôlei, economista e empresário Bernardinho pediu prazo até abril do ano que vem para decidir se aceita o convite para concorrer ao governo do Rio. Compromissos profissionais e a resistência da família são os fatores que mais pesam na decisão.
O mau momento vivido pelo estado, que sofre com uma crise financeira sem precedentes, aumento da violência e o corporativismo a classe política, no entanto, não é empecilho para o multicampeão mundial e olímpico. “Alguém tem que pegar essa bomba, né?”, disse Bernardinho ao ser questionado sobre os riscos de assumir uma administração estadual falida.
Ele admite que o desafio é grande e talvez insuperável, mas acredita que a solução dos problemas do Rio passa pela escolha de um governante que tenha credibilidade. “Certamente tenho muito receio pelo desafio que talvez eu não consiga dar conta. O descrédito dos governantes é geral. Agora, com uma agenda positiva, alguém que gere previsibilidade… pode mudar”, disse.

Prazo para renovação de contratos do Fies é prorrogado para dia30
Os estudantes poderão renovar os contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) até 30 de novembro. Originalmente, o prazo terminava hoje (20) e foi estendido por mais 10 dias. De acordo com o Ministério da Educação, esta é a última prorrogação do prazo e chance dos interessados em continuar com o financiamento. 
A portaria com a prorrogação do prazo será publicada amanhã (21) no Diário Oficial da União (DOU).
Até o dia 30 de novembro, os estudantes poderão fazer a transferência integral de curso ou de instituição de ensino e de solicitar mais prazo para uso do financiamento.
O MEC alerta que os contratos do Fies devem ser renovados a cada semestre. Inicialmente, o pedido de renovação é feito pelas faculdades e, depois, os estudantes devem validar as informações no Sistema Informatizado do Fies (SisFies).

Submarino argentino desaparecido ainda tem comida e oxigênio
A Marinha da Argentina afirmou neste domingo (19) que não está trabalhando com a questão da sobrevivência dos 44 tripulantes do ARA San Juan, submarino que está desaparecido desde a última quarta-feira (15). Isso porque, segundo o porta-voz Enrique Balbi, a tripulação estava preparada para uma viagem de 10 dias e tinha suprimentos para uma quinzena.
Oxigênio, disse Balbi, também não seria um problema, "já que contam com armazenamento suficiente".
Por outro lado, o porta-voz afirmou que as autoridades "não descartam nenhuma hipótese" sobre o que pode ter acontecido com o submarino, que perdeu comunicação quando fazia o trajeto entre Ushuaia (sul) e a Base Naval de Mar del Plata. A Marinha trabalha com a possibilidade de que esteja "tanto na superfície quando submerso, com ou sem propulsão".
As buscas ao San Juan já completaram 80% da área estipulada pela Marinha. A área foi delimitada a partir do ponto em que foi feito o último contato do submarino.

➤Eleições suplementares

Ivoti e Paraí elegem novos prefeitos

Martin Cesar Kalkman (PP) foi eleito o novo prefeito de Ivoti, na Região Metropolitana de Porto Alegre, em eleição suplementar neste domingo (19), por 51.44% votos. Marli Gehn (PMDB) ficou em segundo lugar, com 27,62%, e Edio Vogel (PT), em terceiro, recebeu 20,94%. Dos eleitores aptos para votar, 13.198 apareceram. A abstenção foi de 15,59%.

Em uma postagem no Facebook, já na manhã desta segunda-feira (20) Martin postou foto comemorando ao lado de Maria de Lourdes Bauermann, prefeita cassada pela justiça eleitoral após denúncia de participação em esquema para furar fila do SUS.





No municpiío de  Paraí, que também realizou eleições suplementares, o candidato Gilberto Zanotto (PDT) ganhou 52,27% dos votos. Seu único opositor, Lauriano Artico (PMDB), levou 47,73%. Foram 6.051 eleitores votantes, com 7,44% de abstenção.

➤OPINIÃO

Trump, o mentiroso

Até a terça-feira passada, o The Washington Post, com base 
em uma rigorosa checagem de dados, contabilizou 1.628 
afirmações falsas ou distorcidas

Vinte anos atrás, os norte-americanos divertiam-se com as confusões causadas por um mentiroso contumaz nas telas dos cinemas. Era apenas o astro de uma comédia hollywoodiana de grande sucesso.

Hoje, de acordo com um levantamento feito pelo jornal The Washington Post, outro mentiroso, mais perigoso, ocupa a presidência dos Estados Unidos.

Ao invés dos risos daqueles tempos menos carregados, o mentiroso de hoje provoca apreensão, não só em sua audiência doméstica, mas também na comunidade internacional. Líder do chamado mundo livre – liderança que passa a ser fortemente contestada –, as suas mentiras e bravatas não apenas frustram um mundo em busca de harmonia e serenidade, como contribuem para inflamá-lo.

Desde a posse de Donald Trump, em 20 de janeiro deste ano, o The Washington Post passou a analisar, classificar e acompanhar todas as afirmações feitas pelo presidente, identificando e quantificando as mentiras que ele conta em seus pronunciamentos e entrevistas, assim como as que escreve no Twitter, a sua rede social preferida.

Até a terça-feira passada, o jornal, com base em uma rigorosa checagem de dados, contabilizou 1.628 afirmações falsas ou distorcidas feitas por Donald Trump. Como ele estava, no momento da contagem, há 298 dias no poder, o jornal calculou que o presidente dos Estados Unidos disse, em média, 5,5 mentiras por dia desde que passou a ocupar a Casa Branca. Nesse ritmo, calcula o jornal, Donald Trump chegará ao fim do ano tendo feito 1.999 afirmações falsas.

Em outubro, a média de mentiras contadas por Trump foi ainda maior. De acordo com a mesma apuração feita pela equipe do The Washington Post, o presidente disse por dia nove mentiras ou informações distorcidas, que a equipe de Trump chama cinicamente de “fatos alternativos”. A ser mantida esta média, Donald Trump terminará 2017 tendo contado mais de 2 mil mentiras em pouco menos de um ano de governo.

Além do hábito de mentir para o povo norte-americano, um crime para o país que leva tão a sério a palavra empenhada por um homem a ponto de acreditar que ele dirá a verdade apenas por apor sua mão sobre a Bíblia, Donald Trump também gosta de reivindicar para si decisões tomadas por outras pessoas. Por mais de 50 vezes, Trump alegou ser o responsável por trazer para os Estados Unidos investimentos que já estavam previstos antes mesmo de sua posse. O mesmo ocorreu com os indicadores de aumento de postos de trabalho que o presidente diz ter criado, quando, na verdade, se tratava de vagas abertas antes de seu mandato presidencial começar.

Muito além do pitoresco, as mentiras contadas por Donald Trump poderão ter sérias consequências, não só para ele, mas para o futuro político dos Estados Unidos.

Na quarta-feira passada, um grupo de seis deputados do Partido Democrata ingressou com um novo pedido de julgamento político de Trump no Congresso, cuja consequência mais grave pode ser o seu impeachment. Como os dois anteriores, este pedido também não deve prosperar, já que as próprias lideranças democratas não respaldaram a iniciativa. “Um grande número de democratas acredita que este presidente deve sofrer um impeachment. Mas fizemos a avaliação de que os fatos ainda não permitem tomar essa atitude”, disse Steny Hoyer, líder dos democratas.

Ainda que não prosperem, os pedidos de impeachment contra Donald Trump, ao menos por ora, servem para minar ainda mais a sua credibilidade à frente da Casa Branca. Seja pelas mentiras que conta, seja pelo comportamento individualista que fez questão de adotar desde a campanha eleitoral do ano passado, o próprio presidente parece, involuntariamente, contribuir para isso.

O mentiroso do cinema, em dado momento, passou compulsivamente a dizer a verdade. Agora resta saber como o mentiroso da vida real irá se comportar.

*Publicado no Portal Estadão em 20/11/2017

➤COMENTANDO

Nas rádios, nos jornais, na internet...

Morreu Charles Manson
Com 83 anos, condenado a prisão perpétua, morreu neste domingo (19), um dos criminosos mais famosos de todos os tempos, Charles Manson. Ele comandava uma espécie de seita chamada “Família Manson”, tinha uma suástica tatuada na testa e estava preso há mais de 40 anos.
Em 1969, acompanhado de um grupo de fanáticos, comandou um massacre na casa do cineasta Roman Polanski, matando a atriz Sharon Tate, que estava grávida e tinha 26 anos e mais seis pessoas. Em 1971, Manson foi condenado à morte, mas a sentença foi alterada para prisão perpétua.
Quem, como eu, viveu o brutal assassinato das sete pessoas na casa de Polanski, deve lembrar bem de Charles Manson, um assassino fanático que transformou a cabeça de muitos jovens através de suas pregações e do uso de drogas.
Tenho a sensação exata de que o mundo se viu livre de uma ser desprezível!

Deputados do Rio estão acima de desembargadores
Os desembargadores do TRF 2, por unanimidade de votos (5X 0) decidiram que os deputados Jorge Picciani, Paulo Mello e Edson Albertassi, todos do PMDB, permanecessem presos por envolvimento na Operação Cadeia Velha. Eles são suspeitos de participação num esquema para beneficiar empresas de transporte de passageiros no Rio de Janeiro, além de envolvimento com falcatruas no TCE carioca.
Pois os deputados da Assembleia Legislativa do Rio, comandados por amigos e parceiros dos presos, disse que não, que eles deveriam ser soltos, ou seja, se colocaram acima da decisão dos desembargadores.
Por favor, não me acusem de preconceituoso ou julgador de capacidades alheias, mas convenhamos que muitos dos que votaram contra a decisão dos desembargadores, não devem ter completado o ensino fundamental. Já os representantes do TRF 2, passaram por todos os cursos e provas até chegarem ao cargo que ocupam. Opinaram sobre o que mais sabem, a Lei. Já os deputados....
Falou mais alto, como sempre, o corporativismo e o companheirismo dos parlamentares cariocas. Tomara que tenha sido só isso!

As misteriosas palestras de Lula!
A justiça bloqueou R$ 24 milhões dos bens de Lula e seu filho Luis Carlos por suposto envolvimento em esquema de assinatura de MPs e compra de jatos. O ex-presidente disse que não tem o valor que a PGR quer bloquear, mas o Coaf declara que a empresa LILS investiu R$ 35 milhões em fundos de investimentos entre 2011 e 2015, mesmo período em que Luiz Inácio recebeu R$ 27 milhões por palestras.
Num cálculo bem simples, verificamos que as palestras de Lula renderam R$ 6,7 milhões por ano, ou seja, R$ 560 mil, em números redondos, por mês. Como ele não realizou palestras em todos os meses dos quatro anos é fácil chegar a conclusão que pagaram demais pelas palestras ou tem alguma coisa errada nesta matemática.
Vamos combinar que se sabe muito pouco e que existe muito mistério nas famosas palestras do Lula, que são responsáveis por tudo, mas não convencem ninguém.

CPMI da JBS: O feitiço contra o feiticeiro.
Bem próxima do fim, a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da JBS (aquela dos irmãos Batista) está preparando relatório que foca o ex-procurador geral, Rodrigo Janot e o ex-procurador Marcello Miller. Os dois são suspeitos de ‘condutas controversas’ durante as negociações para a colaboração premiada da JBS.
Podendo conter um pedido de prisão de Miller, o relatório deverá ser entregue em 15 de dezembro e coloca em segundo plano as denúncias dos Batista contra políticos.
O deputado Carlos Marun, relator da CPI, diz que pelo que já foi revelado, é possível demonstrar a participação ilícita de Marcello Miller e que Janot faltou com a verdade em afirmações sobre as negociações com a JBS.
Parece ser o caso de se afirmar que o feitiço pode estar virando contra o feiticeiro!

É Primavera, mas podemos chamar de PrimaVerão!
A massa de ar frio que estava sobre o Rio Grande do Sul, perdeu força e as temperaturas começam a subir bastante neste começo de semana. O sol forte deve aquecer todas as regiões, ou quase todas, pois no Sul poderemos ter chuvas.
Aqui em Porto Alegre, vamos nos preparar, pois os termômetros devem chegar nos 30 graus. Quem mora na Fronteira Oeste, que se prepare mais ainda, já que a previsão indica temperaturas mais altas ainda por lá.
Jamais podemos esquecer que, mesmo parecendo PrimaVerão, estamos na Primavera e já amanhã (21) as coisas podem mudar e as temperaturas caírem um pouco. Já na quarta, parece que começam, devagar, a voltar ao normal.
Para os gaúchos, Primavera é assim mesmo: um dia quente outro mais frio!

sábado, 18 de novembro de 2017

➤FUTEBOL

CAMPEONATO BRASILEIRO 2017
36ª Rodada
37ª Rodada


SÉRIE A

Domingo - 19/11
17:00
Flamengo 3 X 0 Corinthians - Luso Brasileiro
São Paulo 0 X 0 Botafogo - Pacaembu
Sport 1 X 0 Bahia - Ilha do Retiro
Vitória 1 X 1 Cruzeiro - Barradão
Atlético GO 1 X 1 Chapecoense - Olímpico

19:00
Santos 1 X 0 Grêmio - Vila Belmiro
Atlético MG 3 X 0 Coritiba - Independência
Atlético PR 3 X 1 Vasco - Arena Baixada

Segunda - 20/11
17:00
Fluminense 2 X 0 Ponte Preta - Maracanã

20:00
Avaí _ X _ Palmeiras - Ressacada

CLASSIFICAÇÃO


SÉRIE B

Sexta-17/11
19:15
Guarani 0 X 0 Luverdense – Brinco de Ouro

21:30
Juventude 0 X 0 Figueirense – Alfredo Jaconi

Sábado – 18/11
17:00
Goiás 0 X 2 Internacional – Serra Dourada
Londrina 0 X 0 América MG – Estádio do Café

17:30
ABC 1 X 0 Oeste – Frasqueirão
Náutico 1 X 2 Vila Nova – Arruda
Boa Esporte 2 X 1 Brasil – Varginha
Paysandu 4 X 2 Santa Cruz – Curuzu
CRB 0 X 1 Paraná – Rei Pelé

19:30
Criciúma 1 X 1 Ceará – Heriberto Hülse

CLASSIFICAÇÃO

38ª Rodada - Última
Jogos dos 4 primeiros

Sexta - 24/11
17:30
Ceará X ABC - Castelão

Sábado - 25/11
17:30
Internacional X Guarani - Beira Rio
América MG X CRB - Independência
Paraná X Boa Esporte - Durival de Brito

➤OPINIÃO

Coisa de Dilma*

Presidente cassada continua gastando o dinheiro do 
contribuinte para divulgar mentiras no exterior

Deliberadamente ignorando o fato de que a economia brasileira começa a reconquistar a confiança dos investidores nacionais e estrangeiros e, consequentemente, a dar sinais claros de recuperação, a presidente cassada Dilma Rousseff continua gastando o dinheiro do contribuinte para divulgar no exterior mentiras sobre o Brasil. Em Berlim, em entrevista à Deutsche Welle, Dilma perseverou na tentativa de denunciar o “golpe” de que foi vítima e despejou mais um amontoado de inverdades, como a de que por aqui “as crises só se aprofundam”, e de sandices, como a de que a elite brasileira está empenhada em inviabilizar a candidatura presidencial de Lula para, “aí, vender o pré-sal”.

Todo ex-presidente da República tem direito de manter, à custa dos cofres públicos, uma equipe de assessores e seguranças, bem como os deslocamentos da equipe no País ou no exterior. No primeiro semestre deste ano, com viagens à Suíça, França, Estados Unidos, Espanha, Itália, Argentina e México – às quais se soma, agora, a visita a Berlim –, a equipe de Dilma já havia custado ao Tesouro mais de meio milhão de reais, o triplo do que gastaram, juntos, no mesmo período, todos os outros ex-chefes de governo. Questionada, a assessoria da ex-presidente informou que “nenhuma pressão fará com que a presidenta eleita Dilma Rousseff deixe de viajar, interrompa as denúncias sobre o golpe de Estado ocorrido em 2016 e as perversas e nefastas consequências que se abatem sobre a população brasileira”. Se em seu país Dilma tem o caradurismo de sustentar essa versão deturpada da realidade, não surpreende que ela propague escandalosas mentiras no exterior, para um público que acompanha – quando acompanha – a distância os acontecimentos no Brasil. É mais um desserviço que, agora por revanchismo, a presidente cassada presta a seu país.

Confrontada, na entrevista, com questões duras sobre seu comportamento na Presidência da República e após o impeachment, Dilma perseverou na velha tática lulopetista de usar o ataque como defesa: “Alegaram que o impeachment ia resolver a crise econômica, mas essas crises só se aprofundam. O atual presidente usurpador já foi denunciado duas vezes, e o senador Aécio Neves também, ambos enfrentam provas cabais e gravações. Mas essas duas pessoas continuam em seus cargos, enquanto outras duas (ela própria e Lula) são acusadas apenas por terem sido presidentes”. Vale destacar: “Apenas por terem sido presidentes”.

Dilma aproveitou a entrevista também para revelar-se magnânima em relação a uma questão que classificou de “relevante”: “Não acho que perdoar golpista é perdoar o PMDB e o PSDB. Acho que perdoar golpista é perdoar aquela pessoa que bateu panela achando que estava salvando o Brasil, e que depois se deu conta de que não estava. Uma hora nós vamos ter que nos reencontrar. Uma parte do Brasil se equivocou. Agora, isso não significa perdão àqueles que planejaram e executaram o golpe. Você tem uma porção de pessoas que foram às ruas e que estavam completamente equivocadas. Mas você não vai chegar para elas e falar ‘nós vamos te perseguir’. Precisamos criar um clima de reencontro, entende? Não vai ser um clima vingativo, não pode ser isso”.

Com uma sonora gargalhada, Dilma rebateu na entrevista a pergunta sobre se não seria o momento de abrir espaço para novas lideranças, especialmente de esquerda: “Isso se chama ‘como tirar o Lula da parada’. Tá entendendo?”. E após desqualificar todos os nomes que, à exceção de Lula, surgem como candidatos potenciais à Presidência da República, a senhora Rousseff pretendeu liquidar o assunto com uma tirada de graça menos que duvidosa: “Sabe o que eu acho que é novo? Esse foi um pensamento que tive depois do caso do William Waack. Você sabe o que é coisa de preto? O PT é coisa de preto. O Lula é coisa de preto. Nós somos coisa de preto. Eu sou uma coisa de preto”. O que se pode dizer é que um despautério desses é, definitivamente, coisa de Dilma.

*Publicado no Portal Estadão em 18/11/2017

➤Mandato e direitos políticos

Justiça do DF condena Renan Calheiros


A Justiça do Distrito Federal condenou o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) a perder o mandato e ainda suspendeu seus direitos políticos por oito anos por improbidade administrativa, motivada por enriquecimento ilícito e recebimento de vantagem patrimonial indevida. Quem deu a sentença foi o juiz Waldemar Carvalho, da 14ª Vara Federal. Renan pode recorrer da decisão sem deixar o cargo.

O processo é relacionado ao caso do pagamento de pensão a um filho que Renan Calheiros teve fora do casamento.

Por meio de nota, Renan Calheiros disse que não conhece a decisão, que está sob segredo de Justiça, mas que, se for confirmada, vai recorrer com serenidade.

Renan foi condenado por enriquecimento ilícito e vantagem patrimonial indevida. A defesa do senador pode apelar ao próprio juiz da 14ª Vara Federal do DF ou ao Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região.

O caso quase tirou Renan da Presidência do Senado em 2007, depois que a jornalista Mônica Veloso, com quem ele tinha uma filha fruto de um relacionamento extraconjugal, denunciou que o senador pagava a pensão da criança com dinheiro de um lobista da empreiteira Mendes Júnior. Renan escapou de ter o mandato cassado após ser absolvido em votação em plenário.

Mas após seis meses de denúncias, o senador Renan Calheiros renunciou em dezembro de 2007 à presidência do Senado como estratégia para evitar a cassação do mandato no plenário do Senado pela acusação de ter sociedade, por meio de "laranjas", com o usineiro João Lyra em duas emissoras de rádio e um jornal em Alagoas.

Além de oito inquéritos em que é investigado na Lava Jato, Renan ainda responde a outros três inquéritos no STF, sendo um da Operação Zelotes – que apura um esquema de compra de sentenças no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) –, um sobre fraudes na construção da hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, e outro sobre movimentação financeira suspeita.

Agência Globo